Competitividade num mercado globalizado

Décio Luiz Gazzoni
O autor é Engenheiro Agrônomo, pesquisador da Embrapa Soja.
Homepage: www.gazzoni.pop.com.br



Além do preço e da qualidade dos produtos agropecuários, que já discutimos, outros fatores contribuem para conferir competitividade na ferrenha disputa por um mercado globalizado. Entre eles deve-se considerar:

Proteção ambiental
Os movimentos ecológicos migraram do exotismo do discurso para a inserção na sociedade globalizada. Hoje é inquestionável a necessidade de um sistema de produção sustentável, para garantir a sobrevivência do negócio agrícola por diversas gerações. Observa-se um aumento no número de consumidores que exige que a produção agrícola seja efetuada com respeito à Natureza, indo ao limite do boicote aos produtos de países que não respeitem esta regra. Em contrapartida, dispõem-se a pagar um prêmio por produtos que estejam acordes com a filosofia conservacionista. Os grandes bancos internacionais somente liberam recursos para investimento na agropecuária mediante laudo favorável do impacto ambiental do projeto. A proteção ambiental rima par i pasu com um elevado status tecnológico e sanitário, voltados para uma produção agrícola sustentável.

Diversificação
O mercado mundial se encontra em uma fase claramente mutante, e nós queremos crer que esta será uma das características que marcarão o mercado nos anos próximos. Significa afirmar que os atores deste mercado devem estar permanentemente atentos à abertura de novas oportunidades comerciais, em função do surgimento de novas demandas, ou a alteração de alguma característica de um mercado tradicional, criando segmentação de consumidores que exigem características específicas de determinado produto. Duas exigências do momento ilustram essa condição: consumidores que se dispõem a pagar um prêmio por produtos agropecuários produzidos na ausência de agrotóxicos ou adubos químicos; e os chamados produtos "religiosos", em que os regulamentos da religião exigem que a produção, abate ou processo de transformação siga determinadas regras. Deste modo, diversificar significa não apenas buscar outras alternativas agropecuárias, como também novos sistemas de produção e transformação para atender a mercados específicos. É necessário Ter presente que, para o produtor inserir-se num mercado diversificado, há necessidade de utilização de alta tecnologia e a manutenção de um elevado padrão sanitário.

Qualidade fisiológica
Trata-se das sensações organolépticas de sabor ou perfume, ou da reação ao tato. Considera-se nesta categoria a sensação física provocada pela mastigação, o equilíbrio entre os componentes do sabor - incluso o after taste, que é a sensação que permanece na boca após a deglutição. A elevada qualidade fisiológica é responsabilidade primária dos institutos de pesquisa, que criam as novas cultivares e raças, adequadas à demanda dos consumidores. Compete ao produtor e ao processador a observância das condições para que o potencial genético seja expressado em toda a sua amplitude. Entre os constritores da expressão encontram-se a inadequação sanitária, que pode alterar profundamente os componentes de perfume, sabor, textura e forma, depreciando a qualidade do produto.

Garantia de entrega
Os negócios internacionais buscam sua rentabilidade em detalhes que passam imperceptíveis aos não iniciados. A redução dos prazos entre a aquisição do produto e sua colocação à disposição do consumidor final significam reduções de custo de armazenagem e de carregamento de estoques, e são medidas em dias ou até horas. Para tanto, o cumprimento do prazo avençado é fundamental. Porém, não é apenas no curto prazo que reside sua importância: os grandes importadores buscam fixar contratos de largo prazo, que podem inclusive ser repassados a terceiros, para garantir seu mercado tanto na ponta da compra quanto da venda. Se o vendedor não cumprir seu prazo ou seu volume, a cadeia de comércio fica prejudicada. Portanto, um vendedor que cumpra o prazo de entrega fixado sempre terá melhor inserção no mercado. O que permite o cumprimento destes prazos é a estabilidade da produção, fruto de uma alta condição tecnológica e de um elevado estado sanitário. Cumpridas estas condições, apenas fatores imponderáveis, como condições climáticas muito adversas afetarão sua previsão de produção.

Parcerias estratégicas
Preço, qualidade e demais componentes da competitividade são importantes, porém os grandes negócios são movidos por condições adequadas de financiamento, que permitam completar a cadeia de negócios e reutilizar os recursos para iniciar um novo ciclo. Este é inclusive um ponto de controvérsia entre os membros da OMC, pois diversos países concedem financiamentos com recursos públicos, com prazos e taxas que implicam na obtenção artificial de competitividade para quem não completou o ciclo de produção com esta característica.

Publicidade
Pouco adiantaria um país ou um estado ser competitivo, se não investir adequadamente na criação da imagem deste produto junto ao seu público consumidor. Não se trata apenas da publicidade do produto, mas de um trabalho permanente de abertura e consolidação de mercados, um legítimo processo permanente, de longo prazo. As questões de tecnologia e sanidade também permeiam a publicidade, pois a imagem que se pretende transferir necessita corresponder aos anseios do consumidor, para que se cumpram as metas de longo prazo. Não basta criar uma imagem, ou um impulso se consumo, é necessário conferir sustentabilidade, em especial através da qualidade, para fixar a imagem do produto.