Santander Universidades Oferece 162 Bolsas
de Estudo Para Portugal

O Santander Universidades assinou hoje, em São Paulo, um convênio luso-brasileiro para a concessão de 162 bolsas de estudos para universitários brasileiros estudarem em Portugal por seis meses, em 2007. O convênio também prevê que 162 universitários de Portugal venham estudar no Brasil, pelo mesmo período. O intercâmbio envolve 31 universidades - 15 brasileiras e 16 portuguesas.

Os estudantes brasileiros receberão 3.300,00 euros como ajuda de custo para a estada no exterior. A seleção dos bolsistas está a cargo das universidades. As instituições envolvidas se comprometeram a fazer acordos bilaterais que garantam o reconhecimento da matrícula na universidade de origem e do programa cursado na universidade estrangeira. As instituições que participam do convênio são as seguintes:

Brasil
Portugal

Universidade de São Paulo - USP
Universidade Aberta

Universidade de Campinas - Unicamp
Universidade de Lisboa

Universidade Estadual Paulista - Unesp
Universidade Técnica de Lisboa

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Universidade Coimbra

Universidade Federal do Piauí - UFPI
Universidade Açores

Universidade Federal de Alagoas - UFAL
Universidade de Algarbe

Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Universidade de Aveiro

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Universidade de Beira Interior

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Universidade Católica Portuguesa

Universidade Federal de Rio Grande - FURG
Universidade Ebora

Universidade de Pelotas - UFPEL
Universidade Madeira

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Universidade Minho

Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Universidade Nova de Lisboa

Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
Universidade do Porto

Universidade de Brasília - UNB
Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro


ISCTE
O Santander Universidades é um programa do Grupo Santander e abrange convênios com 537 universidades da Espanha, Portugal, Reino Unido, Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México, Uruguai, Venezuela e Porto Rico, envolvendo 7,3 milhões de estudantes e 855 mil professores. No Brasil, o programa mantém convênios com 127 instituições de ensino superior, que envolvem mais de um milhão estudantes e de 198 mil professores. Os investimentos totais são de R$ 95 milhões, para bolsas de estudos para estudantes e professores, projetos de inclusão digital e apoios acadêmicos.

"O convênio luso-brasileiro que acabamos de firmar faz parte da filosofia mundial do Grupo Santander: investir no futuro das comunidades em que está presente, por meio da educação universitária", afirma Ricardo Bonzo, superintendente do Santander Universidades.

Para Francisco Luzón, conselheiro e diretor geral do Grupo Santander e vice-presidente mundial do Universia -- rede de universidades de ensino superior na América Latina e Península Ibérica, da qual o Grupo é parceiro financeiro-estratégico --, "é muito importante que as comunidades universitárias do Brasil e de Portugal se beneficiem dos resultados deste programa de mobilidade. Ele permitirá que os estudantes tenham uma visão internacional em sua formação".

Outros convênios
Os 80 estudantes de graduação e pós-graduação da USP e da Unicamp, que participaram da primeira turma do Programa Bolsas Santander Banespa de Mobilidade Internacional, voltam ao Brasil em fevereiro, depois de seis meses de aperfeiçoamento na Europa e na América Latina. Em 2007, o programa oferecerá 120 bolsas. Além das passagens, os alunos recebem ajuda de 500 euros mensais (graduação) e 700 euros (pós-graduação).

Participam do Mobilidade Internacional 21 universidades parceiras do Grupo Santander, em 11 países. Os alunos são selecionados por suas próprias instituições de ensino, e durante o programa, assistem aulas das mesmas disciplinas que cursam no Brasil. "O programa faz parte da estratégia do Banco de sempre apoiar e incentivar a educação no País. Além de estreitarmos a relação com as universidades parceiras, oferecemos aos jovens a oportunidade de aperfeiçoarem os seus estudos", diz Luis Cabañas, gerente-geral do Santander Universidades.